#(53kb)

#(125kb)

Igreja de S. Silvestre vista de trás (é o lado virado para a estrada).

#(48kb)

#(109kb)

Igreja de S. Silvestre vista da frente.

#(66kb)

Capela de S. Domingos (faz frente à Igreja).

#(87kb)

Monte de S.Macário.

Com a respectiva capela ao cimo, cujos devôtos vêm visitar, pedir ou, ainda, agradecer as graças recebidas no dia do S. Macário, dia 31 de Dezembro.

#(80kb)

Capela de S. Macário, Santo Casamenteiro.

Conta a lenda que, se um casal solteiro conseguir dar, com as mãos direitas unidas, um nó numa das muitas mimosas que perfumam seu caminho, acabarão por casar, tendo o ramo da planta odorífera que se manter "atado" por algum tempo. Ainda hoje são muitos os casais a virem dar o nó, particularmente no dia 31 de Dezembro, dia da Festa de S. Silvestre na Igreja.

 

Uma das muitas "alminhas" que conta Vasconha.

Infelizmente ninguém cuida delas e estão todas a ficarem como esta.

#(43kb)